Unidade Terapia Intensiva

Unidade Terapia Intensiva
UTI
Loading...

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Diferença entre cardioversão e desfibrilação elétrica

Diferenças Básicas Entre Cardioversão e Desfibrilação Elétrica



A desfibrilação e a cardioversão elétrica são procedimentos terapêuticos que salvam vidas e seu uso não se limita apenas a profissionais da área da saúde, podendo ser utilizados também por leigos treinados em situações selecionadas (desfibrilação externa automática DEA). Estudos demonstram que em 85% dos pacientes que apresentaram Taquicardia Ventricular (TV) e Fibrilação Ventricular (FV) e que foram tratados com desfibrilação precoce tiveram preservadas suas funções cerebrais e cardíacas.
A desfibrilação elétrica é um procedimento terapêutico que consiste na aplicação de uma corrente elétrica contínua NÃO SINCRONIZADA, no músculo cardíaco. Esse choque despolariza em conjunto todas as fibras musculares do miocárdio, tornando possível a reversão de arritmias graves como a TV e a FV, permitindo ao nó sinusal retomar a geração e o controle do ritmo cardíaco.
A cardioversão elétrica é um procedimento na maioria das vezes eletivo, em que se aplica o choque elétrico de maneira SINCRONIZADA, ou seja, o paciente deve estar monitorado no cardioversor e este deve estar com o botão de sincronismo ativado, pois a descarga elétrica é liberada na onda R, ou seja, no período refratário.
Um cuidado importante no momento da desfibrilação, é checar se o botão de sincronismo está DESATIVADO, pois como em situações de FV/TV não temos o registro de onda R e se o aparelho estiver programado para cardioverter, o choque não será administrado.

Indicações

A desfibrilação elétrica
é indicada apenas nas situações de FV e TV sem pulso,
A cardioversão elétrica é indicada nas situações de taquiarritmias como a fibrilação atrial (FA), flutter atrial, taquicardia paroxística supraventricular e taquicardias com complexo largo e com pulso.
Tipos de Desfibriladores
Desfibrilador externo automático (DEA)- utilizado por leigos no atendimento a PCR. O equipamento quando corretamente instalado no paciente, tem a capacidade de ler o traçado eletrocardiográfico e indicar ou não o choque
Desfibrilador monofásico
Desfibrilador bifásico
O módulo Cardioversão está embutido no aparelho de desfibrilador. A diferença é que para se ter a modalidade de cardioversão elétrica, deve-se acionar o botão de SINCRONISMO do aparelho e manter o paciente monitorado nele.

18 comentários:

  1. conhece www.telcor.com.br?

    ResponderExcluir
  2. Adorei, o assunto tirei minhas duvidas obrigada, gostei muito..

    ResponderExcluir
  3. Estava com essa dúvida enorme,inda bem que achei a resposta da diferença entre ambos.obrigada!

    ResponderExcluir
  4. achei interessante frizar a diferença entre os dois,é de importante relevante.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o comentario sobre os dois aparelhos e frizar bem a diferença entre eles. Para que não aja duvidas. Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. OBRIGADO PELO ESCLARECIMENTO, ESTOU MONTANDO UM TRABALHO SOBRE O ASSUNTO, E NAO ESTAVA ENTENDENDO A DIFERENÇA. VALEU MESMO. DEUS TE ABENÇOE. ABRAÇOS.

    ResponderExcluir
  7. SUELI 20/10/2010.Obrigada pela ajuda ;estou terminando o curso de Tec de Enf esta pesquisa esclareceu as mihnas duvidas. Deus Abençoe.

    ResponderExcluir
  8. Eu, gostei já sabia o contéudo,mas no texto ficou didático, simples e coerente.Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. ELIANI 25/02/2011 Adorei sua explicação pois é simples e direta não deixando dúvida à respeito. Obrigado pelo esclarecimento sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  10. Muito bom!!! Isso me ajudou muito! Obrigada Jefferson.

    ResponderExcluir
  11. Bacana, prático e objetivo!!

    ResponderExcluir
  12. Está bem acessível a terminologia com a compreensão lógica, facilita o inicio de uma leitura mais extensa.
    Espero que continue postando assuntos como esse!
    Muito obrigado por essa iniciativa
    anna maria

    ResponderExcluir
  13. oi, gostei muito, estou fazendo uma pesquisa para o curso e estáva precisando de um conteúdo desse, bem lógico!
    continue postando matérias como essa.
    thenk you!

    ResponderExcluir
  14. Foi de suma importância, o conteúdo foi bem esclarecedor obrigada.

    ResponderExcluir
  15. NÃO ENTENDI NADA!!!

    ResponderExcluir
  16. vc somente copiou o que um autor americano e médico colocou na pagina do google. fala sério estude mais um pouco

    ResponderExcluir